Rastros do real

Amar os acontecimentos requer sabedoria e ancestralidade. Talvez seja preciso descamar avidamente a carne dos fatos para depois mastigar: deglutir amavelmente as fatias do real, uma a uma. Não há um começo, uma origem. Há um desabafo, uma ânsia\não se pode enquadrar as emoções. Tampouco a razão. Não há nenhum batismo. Há o caos, há desordem. A nomenclatura das coisas é uma busca que não tem fim ou finalidade. Apenas se busca. Depois de muitas tentativas, erros e acertos, o acontecer acontece no caminho. Estamos lançando no mundo. Pra que explicar?

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s